25/04
07:50

Preço do trigo argentino preocupa indústria da panificação em Sergipe

A recente seca em extensa área agrícola dos argentinos pode repercutir no preço do trigo praticado na importação ao Brasil. Hoje, esse cereal é o segundo produto com maior impacto nas importações da Balança Comercial sergipana, perdendo apenas para o coque de petróleo, utilizado na indústria cerâmica. Apesar do período de plantio do trigo ser iniciado em maio, há certa expectativa do mercado quanto às perdas que possam ocorrer por causa da estiagem no país vizinho. Existem estudos que dizem que a perda geral de grãos seja na casa dos 50%.

 

E o principal produto, que está presente na mesa de grande parte dos sergipanos, e pode vir a ter uma alta por ocasião desses problemas, é o pão francês. Na última análise da cesta básica, publicada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, em fevereiro, o preço desse alimento já apresentava pequena alta de 0,13% e agora se espera que ocorra um acréscimo ainda maior.

 

O trigo utilizado no país é originário em 30% da região sul do país e os outros 70% são importados da Argentina. Caso se confirme essa quebra na produção de grãos no país vizinho, a indústria brasileira deverá comprar esse insumo dos Estados Unidos e do Canadá, onde são produzidos cereais de ótima qualidade, mas consequentemente, devido às questões de transporte e logística, encarecerá esse importante produto tão utilizado no segmento panaderil.

 

De acordo com o presidente do Sindicato da Indústria da Panificação e Confeitaria do Estado de Sergipe (Sindipan/SE), Antônio Carlos Araújo, os empresários estão fazendo um grande esforço para não repassar esse aumento à população. “Estamos aguardando as informações vindas da Argentina, mas o temor por um acréscimo de preço na nossa principal matéria-prima, o trigo, é grande. Mesmo porque já vínhamos de uma baixa na produção nacional, devido também aos fatores climáticos no Paraná, nosso maior produtor nacional. Vamos ver até quando poderemos segurar os preços ao consumidor e não onerar ainda mais o bolso da população, sem prejudicar o nosso negócio”, afirma Antonio Carlos.



Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
24/04
11:21

Petrobras inicia fase vinculante para cessão de direitos de Piranema

A Petrobras anunciou o início da fase vinculante para a cessão de direitos nos campos de Piranema e Piranema Sul, ambos localizados na bacia de Sergipe-Alagoas, conforme comunicado divulgado nesta terça-feira. A petrolífera brasileira é a operadora desses campos com 100% de participação. A etapa de divulgação de venda ('teaser') foi iniciado no dia 9 de março deste ano.

Nesta fase vinculante são emitidas as cartas-convite para os interessados habilitados na etapa anterior, com as instruções sobre o processo de venda de ativos, incluindo as orientações para a realização de "due diligence" e para o envio das propostas vinculantes.

Nesse projeto em particular não foi realizada a fase não vinculante, conforme definido no plano de venda de ativos, alinhado às orientações do Tribunal de Contas da União (TCU).

O campo Piranema, que fica em Sergipe, está em produção, com média de quatro mil barris por dia em 2017. Já o Piranema Sul é um campo não desenvolvido, conforme divulgou a Petrobras.  (Com dados da APN)



Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
06/04
11:07

Orientação gratuita sobre Imposto de Renda se encerra nesta sexta-feira

A Campanha Declare Certo 2018, realizada pelo Sindicato das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas e das Empresas de Serviços Contábeis do Estado de Sergipe (SESCAP/SE), que acontece Shopping Jardins, será finalizada nesta sexta, 6. A iniciativa que acontece desde segunda-feira, 2, oferece aos contribuintes orientação gratuita sobre o preenchimento da declaração anual do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF).

 

De acordo com a presidente do SESCAP/SE, Gleide Selma Santos, a maioria das dúvidas dirimidas foi sobre declaração de bens, visto que houve mudança do ano passado para este ano. “A Receita Federal agora exige que o contribuinte forneça mais informações do que era enviado antes. Tem que informar o número do IPTU, o número da matrícula e nome do cartório, e a metragem do imóvel, por exemplo. As pessoas ainda estão se adaptando a essas regras”, disse Gleide Selma.

 

Apesar de a tecnologia facilitar bastante o preenchimento da declaração nos últimos anos, sempre surgem dúvidas pontuais. O contador e diretor de eventos do SESCAP/SE, Josevaldo Mota, explica que o programa da declaração do IR permite este ano que se possa emitir o DARF para as pessoas que têm imposto a pagar. “Existe uma opção para atualizar isto automaticamente. E emitir a cota de pagamento pelo próprio sistema com correção”, ressalta, fazendo um alerta. “Em relação a questão da declaração de dependentes, não se pode esquecer de inserir o CPF dos dependentes a partir dos 8 anos de idade”, diz Josevaldo.

 

Os brasileiros têm até o dia 30 de abril para realizar a declaração do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física – IRPF 2018 - junto à Receita Federal.

 

A Declare Certo 2018, que funciona até esta sexta, das 10h às 22h, no estande do Declare Certo que fica em frente a Oficina do Smartphone, conta com os apoios do Shopping Jardins, Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis, Conselho Regional de Contabilidade de Sergipe, Sindicato dos Contabilistas do Estado de Sergipe, Academia Sergipana de Ciências Contábeis e o Projeto Voluntariado da Classe Contábil.



Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
04/04
13:57

STF desbloqueia contas do Governo de Sergipe

O ministro Dias Toffoli,do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu liminar ao Governo de Sergipe e, com isso, desbloqueou as contas que estavam bloqueadas desde a quinta-feira da semana passada por falta de pagamento de dívidas de R$ 84 milhões. A informação foi passada para o blog por advogados que acompanham o caso juntro ao STF. A Secretaria de Estado da Fazenda (SEFAZ) vai emitir nota sobre o assunto.



Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
03/04
12:23

Dívida que causou bloqueio de contas de SE é de R$ 4 milhões

A dívida que gerou o bloqueio da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) na conta única do Governo de Sergipe é a maior e de algo em torno de R$ 4 milhões. O Estado deve muito e tem enfrentado dificuldades para pagar. A Secretaria de Estado da Fazenda acredita que a Justiça determinará a liberação do bloqueio nas próximas horas, como fez com as demais unidades da federação que foram alvo da STN.



Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
02/04
22:35

Governo do Estado recorre de bloqueio de Secretaria de Tesouro Nacional

Bloqueios parecidos já foram questionados no Supremo Tribunal Federal (STF) pelos estados de Minas Gerais, Pará e Alagoas, os quais conseguiram decisões favoráveis. O governo do Estado vem trabalhando para reverter a situação, o que, infelizmente, ainda não foi possível. O Estado aguarda o sorteio do ministro relator do caso

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), esclarece que, na última quinta-feira, dia 29, o Estado de Sergipe foi surpreendido com uma decisão judicial de bloqueio da conta única demandada pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN). Assim como procedeu com outros Estados da Federação, a justificativa apontada seria um possível descumprimento de cláusulas referentes ao contrato de renegociação de dívidas com a União relativas à Lei 9.496/97.

Bloqueios parecidos já foram questionados no Supremo Tribunal Federal (STF) pelos estados de Minas Gerais, Pará e Alagoas, os quais conseguiram decisões favoráveis. O governo do Estado vem trabalhando, desde o feriado, para reverter a situação, o que, infelizmente, ainda não foi possível. O Estado aguarda o sorteio do ministro relator do caso.

Diante das consequências que esse bloqueio provoca, o governo do Estado está buscando as medidas jurídicas necessárias no sentido de reverter a decisão da Justiça, assim como vem mantendo contatos com a STN e o Banco do Brasil com o objetivo de esclarecer as causas que motivaram o bloqueio das contas do Estado de Sergipe e demonstrar o correto cumprimento do contrato de renegociação, esperando no mais breve espaço de tempo solucionar a questão.


Economia
Com.: 0
Por Kleber Santos
01/04
16:32

'Declare Certo' começa nesta segunda-feira em Sergipe

O Sindicato das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas e das Empresas dos Serviços Contábeis do Estado de Sergipe – SESCAP/SE e a FENACON, com o apoio do Conselho Regional de Contabilidade de Sergipe – CRC/SE, Academia Sergipana de Ciências Contábeis – ASCC,PVCC – Programa de Voluntariado da Classe Contábil,  Sindicato dos Contabilistas do Estado de Sergipe - SINDCONT/SE e o Questor Sistemas Inteligentes , estarão realizando a semana do DECLARE CERTO. O evento está na sua segunda edição e acontecerá período de 02/04 na segunda feira e vai até o dia 06/04 (sexta feira) seis de abril de 2018, no Shopping Jardins.

Essa campanha tem como objetivo orientar com clareza e sanar todas as dúvidas gratuitamente sobre a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física. Este ano a campanha será novamente em parceria com o Shopping Jardins, onde teremos profissionais qualificados para orientar e  tirar as dúvidas de como proceder e o que declarar para a Receita Federal, nos horários das 10h às 22hs ininterruptamente. 

Os Contribuintes que ainda não elaboraram as suas declarações e que estão com dúvidas devem comparecer para sanar as suas dúvidas, diz Josevaldo Mota que é Diretor de Eventos do SIndicato das Empresas de Contabilidade de Sergipe - SESCAP/SE. “ Mais informações 
79 998624406.


Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
27/03
13:47

"Banese segue forte e apresenta bons resultados", afirma Fernando Mota

Presidente do banco ressalta o planejamento estratégico e as transformações tecnológicas que o banco vem adotando

O presidente do Banco do Estado de Sergipe (Banese), Fernando Mota, divulgou nesta terça-feira, 27, o Relatório da Administração a respeito do desempenho do banco no ano de 2017, quando a instituição, apesar da crise econômica, obteve um lucro líquido de R$ 93,7 milhões. Em entrevista à imprensa na sede do banco em Aracaju, Fernando Mota ressaltou que graças ao planejamento estratégico e às transformações tecnológicas que vem adotando, aliado a um amplo programa de treinamento para qualificação do corpo funcional, o Banese ampliou a sua capacidade operacional e encerrou o ano de 2017 com todos os indicadores positivos.
Segundo a apresentação de Fernando Mota, os ativos totais do Banese registraram saldo de R$ 4,9 bilhões no final de 2017. O banco também registrou um saldo da ordem de R$ 1,5 bilhão em crédito para o consumo direto das famílias sergipanas, além de R$ 539 milhões em crédito para a indústria, agricultura e o setor imobiliário. “Além disso, o Banese desembolsou R$ 338 milhões em pagamento de impostos, serviços, salários e tributos em Sergipe, contribuindo para a geração de emprego e renda no mercado estadual, o que mostra que o banco só traz benefícios para o Estado”, ressaltou.

Foto: Ascom/Banese


Economia
Com.: 0
Por Kleber Santos
1 2 3 4 5 6 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos