17/01
16:48

Em dezembro, preço médio da gasolina vendida em Sergipe recuou 4,4%

 

Em valores, o preço médio ficou em R$ 4,489 por litro, no mês analisado

Análise realizada pelo Boletim Sergipe Econômico, parceria do Núcleo de Informações Econômicas da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES) e do Departamento de Economia da UFS, com base nos dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), revelou que o preço médio da gasolina vendida em Sergipe, em dezembro de 2018, recuou 4,4%, quando comparado com o mês imediatamente anterior (nov/18).


Em valores, o preço médio ficou em R$ 4,489 por litro, no mês analisado. Em relação ao mês de dezembro de 2017, o preço médio do combustível cresceu 12,3%.


Para o etanol, o preço médio situou-se em R$ 3,293, registrando queda de 3,7%, sobre novembro de 2018. Já no comparativo com dezembro de 2017, observou-se aumento de 5,7%.


No tocante ao óleo diesel, notou-se que o preço médio, pelo litro do produto, situou-se em R$ 3,534, no mês analisado. Em termos comparativos, verificou-se baixa de 3,6% em relação ao mês imediatamente anterior (novembro/2018). No comparativo com o mesmo mês do ano de 2017, observou-se expansão de 7,1%.


Para o Gás Natural Veicular (GNV), o preço médio praticado por metro cúbico (m³) foi de R$ 3,640, assinalando queda de 0,2% sobre novembro de 2018. Quando comparado com dezembro de 2017, verificou-se alta de 33,6%.


O Gás de Petróleo Liquefeito (GLP), ou gás de cozinha, registrou preço médio de R$ 71,05 (por 13 kg), registrando queda de 0,1%, quando confrontado com o mês anterior (nov/2017). Já em relação a dezembro de 2017, notou-se retração de 9,1%.


Preços nas distribuidoras em Dezembro/2018


O preço médio do litro fornecido pelas distribuidoras aos postos de combustíveis, do estado, foi de R$ 3,993 para a gasolina, registrando declínio de 3,6%. O etanol teve preço médio de R$ 2,707, assinalando queda de 3,2%. Em relação ao óleo diesel, o preço médio ficou em R$ 3,226, assinalando baixa de 4,2%. Todas as comparações são em relação ao mês de novembro de 2018.


Para o GNV e GLP, o preço das distribuidoras ficou, em média, R$ 2,833 por m³ e R$ 56,26, por 13 quilos. Comparativamente, o preço do GNV nas distribuidoras diminuiu 5,6%, ao passo que o GLP registrou acréscimo de 3,5%, ambos na mesma comparação descrita acima.

Fonte e elaboração do gráfico: NIE/FIES
Fonte do gráfico: ANP



Economia
Com.: 0
Por Redação
17/01
16:43

Veículo com sinais de adulteração é retido pela PRF na BR 101

A ocorrência foi encaminhada à delegacia de Polícia Civil

Uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) reteve um semirreboque com indícios de adulteração estacionado no Km 77 da BR 101, povoado de Pedra Branca, em Laranjeiras/SE.

Na fiscalização, os agentes federais encontraram divergências quanto à marca, ano de fabricação e elementos identificadores suprimidos, como numeração do chassi, plaqueta e número de produção. Um homem, de 39 anos, foi identificado como proprietário do veículo e disse aos policiais que comprou o semirreboque por R$ 7 mil. A ocorrência foi encaminhada à delegacia de Polícia Civil. 

Fonte e foto: Ascom/PRF-SE


Variedades
Com.: 0
Por Redação
17/01
16:30

Vandalismo na Orla da Atalaia: despesas custam mais de R$ 200 mil ao mês

No último dia 07, foi montada uma estrutura para atividades de uma academia de ginástica, na qual se instalou três contêineres sobre o gramado, precisamente em frente à pista de patinação na Passarela do Caranguejo, causando danos à estrutura do local

 
O patrimônio público tem sido alvo de ataques sistemáticos de vandalismo e furto, na Avenida Santos Dumont, na Orla da Atalaia. Mensalmente, a soma dos gastos do Governo do Estado para manutenção e recuperação já ultrapassa os R$ 200 mil. A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (Sedurbs) pediu o apoio da população na denúncia de ocorrências e conscientização sobre a preservação dos bens públicos.

No último dia 07, por conta de um evento a ser realizado nas proximidades da Passarela do Caranguejo, três contêineres foram instalados em cima do gramado, sendo que o caminhão que os transportava subiu na calçada. A estrutura para atividades de uma academia de ginástica foi montada sem autorização da administração Estadual, causando graves danos. “Para instalar os contêineres, um caminhão subiu no passeio e quebrou parte do meio-fio, danificou a calçada e comprometeu não apenas o gramado onde eles estão por cima, bem como alguns galhos dos coqueiros plantados no local”, explica o secretário estadual do desenvolvimento urbano e sustentabilidade, Valmor Barbosa.

Duas semanas antes, mais uma ação contra o patrimônio. Um caminhão foi executar a manutenção de um serviço de esgotamento de água nas proximidades do oceanário do Projeto Tamar e danificou alguns trechos da calçada que entorna a região dos lagos, causando rachaduras e buracos, comprometendo assim a segurança de pedestres, ciclistas e patinadores que por ela circulam diariamente.

Fonte: Secom
Foto: Ascom/Sedurbs


Variedades
Com.: 0
Por Redação
17/01
16:29

Justiça julga como procedente ação movida pelo Sintasa em prol dos Agentes Comunitários da Barra dos Coqueiros

Agora, o Sintasa irá aguardar o prazo visto que é possível que o município entra com um novo recurso e o processo seja levado para Brasília

O Tribunal de Justiça de Sergipe julgou com procedente a ação movida pelo Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa) contra o município da Barra dos Coqueiros pelo não pagamento do Piso Nacional, cuja lei é federal, aos Agentes Comunitários de Saúde e de Combate às Endemias.

Esta ação foi julgada procedente no 1º grau, cujo relator é o desembarcador Ricardo Múcio Santana. Agora, o Sintasa irá aguardar o prazo visto que é possível que o município entra com um novo recurso e o processo seja levado para Brasília. Depois desta fase, só aí é que poderá ser iniciada a etapa de cumprimento de sentença. O número do processo é 201800828578.

A divulgação da decisão saiu da seguinte maneira: “Desta forma é devido o pagamento das diferenças salariais desde a instituição do Piso Nacional salarial da categoria pela Lei Federal, até a sua devida implementação pela Lei Municipal, com todos os reflexos remuneratórios daí advindos, conforme bem pontuou o douto juízo monocrático. Ante o exposto, monocraticamente, mantenho a sentença reexaminada em todos os seus termos”.

De acordo com o departamento jurídico do Sintasa, o sindicato entrou com inúmeras ações na Justiça contra os municípios que não estão cumprindo a Lei Federal em relação ao pagamento do Piso Nacional aos agentes. A decisão contra a Barra dos Coqueiros saiu agora e com o tempo outros processos serão julgados e divulgados pelo Sintasa. 

Fonte: Ascom/Sintasa


Política
Com.: 0
Por Redação
16/01
19:35

Canindé será o representante do futebol sergipano no Campeonato Brasileiro Feminino

Equipe do Real Sergipe, que seria a representante do estado na competição, foi punida por irregularidade e perdeu a vaga

O Departamento de Competições da Federação Sergipana de Futebol (FSF) informou na última terça-feira (15), a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que o Clube Desportivo de Canindé do São Francisco será o representante da FSF no Campeonato Brasileiro Feminino de 2019.

Inicialmente o representante do estado no Campeonato Brasileiro era a equipe do Real Sergipe que conquistou o Campeonato Sergipano Feminino de 2018. Mas, após a partida foi constatado que a equipe campeã colocou em campo uma jogadora irregular. O caso foi julgado pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) de Sergipe e o Real Sergipe foi punido com a perda de seis pontos mais uma multa no valor de 100 reais. O clube foi enquadrado no artigo 214, da Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD).

Com a constatação da irregularidade a equipe do Canindé que foi a segunda colocada no estadual acabou ficando com título do Campeonato Sergipano e garantiu passaporte para o Campeonato Brasileiro Feminino. Detalhe que as meninas do Canindé já estão treinando diariamente na expectativa do Brasileirão da categoria. A competição nacional deve acontecer ainda no primeiro semestre de 2019.

Fonte e foto: FSF-SE


Esportes
Com.: 0
Por Redação
16/01
19:25

Conselho Municipal de Saúde avaliará contrato da SMS com terceirizada do Nestor Piva

A secretária de Saúde alegou as questões burocráticas o fato de entregar o contrato somente nesta terça-feira para ser apreciado pelo Conselho

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa) e do Conselho Municipal de Saúde (CMS), Augusto Couto, na manhã desta terça-feira, 15, recebeu da secretária municipal de Saúde, Waneska Barboza, o contrato entre a Secretaria Municipal de Saúde e a empresa contrata para administrar o Hospital Municipal Zona Norte Doutor Nestor Piva, em Aracaju.

A reunião, ocorrida no espaço do CMS, contou com a presença de servidores do hospital e de líderes sindicais. Depois, Augusto Couto enviou o documento à comissão de fundos do Conselho para que possa revisar e deliberar ou não o contrato da empresa terceirizada. “A partir de hoje, nós já vamos distribuir para todos os conselheiros para que tenham noção do que de fato tem no contrato para que possam tomar as medidas para a próxima reunião que irá acontecer aqui no Conselho Municipal de Saúde”, explica o presidente.

A secretária de Saúde alegou as questões burocráticas o fato de entregar o contrato somente nesta terça-feira para ser apreciado pelo Conselho. “O contrato mesmo sendo emergencial precisa passar por tramiteis legais. Precisou ir para a procuradoria e depois para a publicação. Então, por conta disso, a gente correu para entregar no prazo de menos de uma semana”, disse a secretária.

Fonte e foto: Ascom/Sintasa


Política
Com.: 0
Por Redação
16/01
19:03

Estudo técnico com municípios que se destacaram no Ideb é realizado pelo TCE

O próximo passo da Coordenadoria de Auditoria Operacional do TCE será catalogar todas as respostas obtidas na reunião, combinar um estudo de indicadores, se reunir com a Secretaria de Estado da Educação e o relatório final deste estudo será entregue à Presidência e posteriormente submetido ao Pleno do TCE

Motivada por deliberação do Pleno do Tribunal de Contas do Estado (TCE), a partir de um estudo técnico do Ministério Público de Contas sobre a eficiência na Educação em Sergipe, a Diretoria de Controle Externo de Obras e Serviços (Dceos), através da Coordenadoria de Auditoria Operacional, realizou na manhã desta terça-feira, 15, mais um estudo técnico com os municípios que se destacaram no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Participaram da reunião na Escola de Contas representantes de Tobias Barreto, Poço Verde, Graccho Cardoso, Japaratuba e Canhoba. Antes, houve reunião ainda com Itabaianinha e Amparo de São Francisco.

A participação da comunidade na escola, valorização do professor, tanto na capacitação como remuneração, estruturação física adequada, merenda escolar de qualidade e o bom controle da gestão entre diretores, secretários e prefeito foram alguns dos fatores positivos detectados durante a reunião que são práticas comuns entre os municípios com os melhores desempenhos no Ideb.

Para a diretora de Ensino Pedagógico de Japaratuba, Lilia Cristiane, é importante a aproximação do Tribunal de Contas com os municípios para se preocupar com a estrutura pedagógica. Já na avaliação do coordenador escolar de Graccho Cardoso, Milton Terto, a iniciativa do Tribunal de trocar conhecimento, ideias e encontrar caminhos para melhorar a relação da educação é válida e bem-vinda.

Fonte e foto: DICOM/TCE


Variedades
Com.: 0
Por Redação
16/01
18:53

Realização de festas e blocos de carnaval em vias públicas necessita de autorização prévia da SMTT

Toda e qualquer festa realizada nas vias públicas da cidade depende da autorização prévia do órgão

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) fez um alerta para organizadores de blocos e eventos carnavalescos ou pré-carnavalescos: toda e qualquer festa realizada nas vias públicas da cidade depende da autorização prévia do órgão.

O responsável pelo evento deve protocolar ofício na SMTT com as seguintes informações: nome do evento, data de realização, horários de início e término, local, vias afetadas, estimativa de público, além de nome completo e número de telefone do organizador. É obrigatório anexar também as xerox do RG, CPF e comprovante de residência. Além desses dados, o produtor responsável também deve providenciar um abaixo-assinado junto aos moradores do trecho onde o evento ocorrerá. No caso de blocos que circulam por diversas vias, basta a coleta de assinaturas no local de concentração. O documento protocolado será avaliado pela equipe da SMTT, que dará um retorno ao organizador. 

O ofício deve ser protocolado com antecedência mínima de 30 dias antes do evento na sede da SMTT. Os produtores que realizarem os eventos sem autorização prévia estão sujeitos a multa de até R$ 488,10, como prevê o artigo 95 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), e poderão ser responsabilizados e denunciados à polícia, pois além do pedido à SMTT, recomenda-se aos organizadores realizar o mesmo procedimento junto à Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), à Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema), à Guarda Municipal de Aracaju (GMA) e Polícia Militar de Sergipe (PM/SE).

Fonte: AAN
Foto: Ascom/SMTT


Variedades
Com.: 0
Por Redação
Primeira « Anterior « 1 2 3 4 5 6 7 8 9 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos